DAEV - Departamento de Águas e Esgoto de Valinhos

Medida é mais que necessária diante da baixíssima recarga nos mananciais internos; chuvas estimadas não têm se confirmado na cidade desde fevereiro de 2021

ETA 1 vista de cima

O Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) informa que a partir de segunda-feira, 20 de setembro de 2021, terá que intensificar o racionamento de água na cidade e fará a alteração do cronograma de fornecimento do recurso tratado para os bairros (veja abaixo). A necessidade de tornar mais rígidas as regras do rodízio de água tem motivo: os mananciais internos de Valinhos não têm se recuperado diante do baixíssimo índice pluviométrico identificado na cidade desde fevereiro deste ano. 

Diante do agravamento da crise hídrica em Valinhos, a prefeita de Valinhos, Capitã Lucimara, informou que o que a cidade vivencia neste momento é reflexo direto da falta de investimentos no setor de abastecimento durante muitos anos na cidade. “Se hoje vivemos essa situação de crise no abastecimento, é porque ela é reflexo direto da falta de investimentos suficientes no passado. Mas temos uma equipe muito competente no DAEV, que já trabalha com vários projetos para mitigar o agravamento dessa situação para os próximos anos”, falou.  

Entre as ações de curto prazo, a prefeita falou sobre o desassoreamento que está para ser iniciado na lagoa do Centro de Lazer do Trabalhador (CLT), e que visa retirar o máximo de material decantado; as interligações dos reservatórios do Imperial, Santo Antônio e São Bento do Recreio, que vão ajudar na pressurização da água aos bairros próximos;  além da troca de mais de 10 mil metros de rede pública de água no Vila Santana e Jardim Pinheiros, que ajudarão a reduzir perdas no sistema de distribuição do recurso tratado e que estão na etapa de licitação.

A médio e longo prazos a prefeita também relembrou alguns dos projetos que o DAEV tem organizado para executar. Entre eles estão o desassoreamento da Barragem João Antunes dos Santos e a instalação da primeira etapa da 2ª linha da adutora do Rio Atibaia. Para essas obras são buscados recursos à viabilização. Além destas, ainda há projetos em desenvolvimento na autarquia e que objetivam o reflorestamento e a recuperação de mananciais. O DAEV também estuda novos barramentos, para aumentar a reservação de água na estrutura de seus mananciais internos.

Recargas insuficientes

Os mananciais internos são responsáveis por 38,7% da água que é consumida na cidade e estão operando com níveis muito inferiores aos desejados. O percentual de reservação de água bruta está, nas barragens valinhenses, em 45% na Santana do Cuiabano, 10% na Moinho Velho, 20% na Figueiras e em 5% na João Antunes dos Santos. “As chuvas estimadas a Valinhos não têm se confirmado há praticamente oito meses e a recuperação das nossas barragens não tem chegado nada perto do volume que é necessário à captação. Por isso, somos transparentes em adiantar para a população que a medida de intensificar o racionamento tornou-se inevitável ao DAEV”, falou o presidente do DAEV, Ivair Nunes Pereira. 

A água dos mananciais internos é aquela que é enviada à Estação de Tratamento de Água (ETA) 1 (foto), do Vila Embaré. Sem recursos suficientes para ‘trabalhar’, a ETA 1 precisa agora do aporte do sistema da ETA 2, que fica no Vila Sônia e tem abastecimento pelo Rio Atibaia. “Sem as chuvas esperadas, a disponibilidade hídrica do sistema que abastece a ETA 1 não está permitindo a captação das vazões outorgadas. Esta tem sido a realidade que temos vivenciado e, para que haja equidade no fornecimento aos moradores, temos que intensificar o racionamento já a partir de segunda-feira [20 de setembro]”, explicou o titular da autarquia. 

Como vai funcionar a segunda etapa do rodízio

As novas regras para intensificação do Programa de Racionamento de Água foram estruturadas pelo grupo técnico do DAEV com o objetivo de possibilitar arranjos físicos, que possibilitem equilibrar os dois sistemas de tratamento de água de Valinhos, e que são a ETA 1 e a ETA 2. Desta forma, as Áreas 2 e 3 serão agora subdividas, passando a existir, também, as Áreas 2A e 3A. Outra alteração importante é que as Áreas 1 e 3A passam a ter interrupção no abastecimento três vezes na semana. 

A partir da próxima segunda-feira (20) passa a valer o seguinte cronograma: a Área 1 ficará sem o abastecimento às segundas, quartas e sextas-feiras. Já na Área 2 será aos domingos e quartas, enquanto que na Área 2A será às segundas e sextas-feiras. Nas Áreas 3 o rodízio será de terça e sábado, enquanto que na 3A será às terças, quintas e sábados. A Área 4 terá supressão do fornecimento de água aos domingos e quintas-feiras. O centro continua sem o fornecimento de água aos domingos. 

A supressão de fornecimento de água aos locais abrangidos em cada uma das áreas continua a ser por 18 horas seguidas, das 10 horas da manhã às 4 horas da madrugada.

Veja como ficou a subdivisão dos bairros e que passa a valer já a partir de 20 de setembro de 2021:

ÁREA 1 (segundas, quartas e sextas-feiras): Jardim Primavera, Jardim  Ribeiro, Vila Coqueiro, São Cristóvão, Jardim Imperial, Vila Imperial, São Jorge, Bela Vista, Jardim Planalto, Jardim Panorama, Residencial Augusto Valentim Juliato, Vila Pagano, Morada do Sol, Jardim Universo, Jardim do Lago, Jardim Maracanã, Chácara Silvânia, Santo Antonio, Res. São Luiz, Vale do Itamaracá, Village do Itamaracá I e II, Reserva do Itamaracá, Paiquerê, Condomínio Villa Araucária, Sítio Recreio dos Cafezais, Condomínio Villagio Florença, Condomínio Quinta das Oliveiras, Condomínio Millenium, Condomínio Morada das Nascentes, Condomínio Residencial Blumen Hof, Condomínio Quinta do Porto, Quinta das Parreiras, Condomínio Camburi, Vila Murano, Vila Toscana, Boa Esperança, Castelo, Nova Valinhos, Colina do Sol, Terra Nova, Vera Cruz, Jardim Soleil, Vila Embaré,  Condomínio Oruam, Condomínio Tabapuã, Condomínio Monterosso, Monte Carlo, Nova Suíça, Nova Itália, Cond. Serra D´agua, Vila Rosa, Vila Norma, Vila São Sebastião, Vila Angeli, Vila Bissoto, Vila Olivo, Vila Anhanguera, Vila Franceschini, Vila Thereza, Vila Jair, Vila São José, Jardim Europa, Vila Brasiliana, Reserva das Palmeiras, Apaga Fogo, Jardim Recanto, Terras do Paiquerê, Portal do Quiririn, Cond. Athenas, Moinho Verde, Bougainvillea, Vila Progresso, Santa Marina, Jardim Valença, Itamambuca, Resid. Ouro Verde, Pq. Florence, Santa Escolástica, Quinta das Jabuticabeiras, Pacaembu, Condomínio Vila Santa Rosa, Vila Faustina I e II, Jardim Morumbi, Residencial Jardins, Residencial Bosque da Mata, Residencial Vale do Sol, Residencial São Conrado, Condomínio Vila Santa Rosa.

ÁREA 2 (domingos e quartas): parte baixa Colina dos Pinheiros, parte baixa Portal do Jequitibá, Vitória Régia, Palmeiras, Jardim Itapuã, Jardim Manacás, Terras do Caribe, Terras do Oriente, Jardim São Marcos, Condomínio Vila do Sol, Jardim Santa Maria, Santa Gertrudes, Samambaia, Samaritano, Jardim São Luiz, Village Di Napolli, Flor da Serra I e II, Jardim Jardim Paraiso, Pq. das Colinas, Alvorada I e II, Vale das Figueiras, Jardim Centenário, Pq. Portugal, Jardim Maria Rosa, Nova Espirito Santo, Pq. dos Cocais,  Pq. dos Pássaros, Vila Ventura, Brisa Clube House, Floratta Clube House, Capuava, São Lourenço, Centro Comercial Valinhos, Novo Mundo I,II e II, Pq. Floresta, Contendas, Itapema, Tabatinga, Le Village, Recanto das Águas, Subdivisão Iporanga, Bairro do Frutal, Santa Emília, Village Santa Clara, Vivenda das Pitangueiras, Jardim  Novo Milênio e Residencial Beira Rio.

ÁREA 2A (segunda e sexta-feira): Moinho de Vento, Vila Dorata Residenciale, Vitta Verde, parte alta Colina dos Pinheiros, parte alta Portal do Jequitibá, Jardim Nova Palmares, Pq. das Figueiras, Bom Retiro I e II, Jardim Eliza, Monte Verde II, Maison Blanche, Pedra Verde, Jardim União, Resindecial Chiari, Piazza di San Marco, Condomínio Residencial Villagio di Fiori, Condomínio Sapucaia, Residencial Tábata, Residencial Colina Verde, Residencial Portal da Colina, San Marino, Nova Era I e II, Ortizes, Santa Rosa, Vila São Joaquim, São Pedro, Ponte Alta, Santa Cecília, Vila São Cristóvão(zona baixa), Vila Rigesa, Vila Papelão, Vila Ramaciotti, Jardim  Paulista Condomínio Fiorella, Residencial Verona, Residencial Vitória e Residencial Santa Eliza.

ÁREA 3 (terça e sábado): Vila Santana, Jardim Pinheiros, parte intermediária do Colina dos Pinheiros, Fonte Nova, Água Nova, Ana Carolyna I e II, parte intermediária do Portal do Jequitiba, Parque Santana, Jardim Celani, Monte Verde I, Condomínio Residencial Euroville, Jardim São Felipe, Lausane, Zurich Dorf, Villagio Fiorentino, Jardim Ype, Jardim  Maria Rosa, Vila Fontana, Maria Regina, Residencial Santa Thereza, Condomínio Cedros do Líbano, Residencial Valença, Vivaz Residencial, Colina dos Álamos e Florada da Mata.

ÁREA 3A (terça, quinta e sábado): Jardim América II, Jardim  Jurema, Condomínio São Joaquim, Chácara Flora, Vila Moletta, Jardim  Alto da Colina, Jardim  Alto da Boa Vista, Vivenda das Cerejeiras, Shangri-la, Vila Colega, Chácara das Nações, Residencial Jardim  Paraná, Recanto do Pássaros I e II,  Mirante do Lenheiro, Jardim  São Francisco, Lenheiro, Vivenda das Quaresmeiras, Jardim  Novo Horizonte, Maria Ilydia, Santa Helena, Villagio Fiorentino, Colina dos Coqueiros, Vila dos Funcionários, Madre Maria Villac, Vila Vitória, Residencial Canter Ville, Vila Romana I e II, Vila Real, Chac. das Rosas, Villagio Veneto, Condomínio Porto do Sol, Condomínio Mais Campos Salles, Condomínio Village São Joaquim, Lot. Residencial Mont’Alcino, Vale das Uvas, Condomínio São Domingos, Condomínio Bella Guarda del Bosco e Condomínio Vista Valley.

ÁREA 4 (domingo e quinta-feira): Country Clube, Parque Valinhos, Vale Verde, São Bento do Recreio, San Fernando e Condomínio San Pietro.

CENTRO (domingos).

Compartilhe:

https://twitter.com/intent/tweet?url=