A história do DAEV

O Setor de Águas e Esgotos da Prefeitura Municipal de Valinhos foi transformado em autarquia pela Lei Nº 833, de 12 de Agosto de 1970, passando a ter personalidade jurídica pública, com autonomia econômico-financeira e administrativa.

A Lei em questão descreveu as competências que o Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) passaria a atuar, a partir da promulgação da lei, da seguinte forma:

A Lei Nº 833 descreveu as competências que o Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) passaria a atuar, a partir da promulgação da lei, da seguinte forma:

• Estudar, projetar e executar, diretamente ou mediante contrato com organizações especializadas em engenharia sanitária, as obras relativas à construção, ampliação ou remodelação dos sistemas de abastecimento de água potável e de esgotos sanitários;

• Operar, manter, conservar e explorar os serviços de água potável e de esgotos sanitários;

• Lançar, fiscalizar e arrecadar tarifas, taxas e contas dos serviços de águas e esgotos,

• Exercer quaisquer outras atividades relacionadas aos sistemas municipais de águas e esgotos compatíveis com as leis em vigor.

A lei descreve ainda em seus artigos a forma como a Autarquia passaria a ser administrada; a forma de cálculos sobre preços e tributos correspondentes aos serviços e outros itens relacionados a sua competência.

Desde então, o DAEV vem crescendo e se modernizando, expandindo suas redes de água e esgoto e a prestação de serviços, para proporcionar, a cada dia, melhor qualidade de vida aos moradores de Valinhos.

Apesar de ter nascido de forma modesta, o DAEV lutou, venceu muitos obstáculos e hoje nosso município possui 580 quilômetros de rede de esgotos e trata 27 milhões de litros de água por dia.


A história do DAEV

0

Classificação 5 / 1 votos

Deixe seu voto para nós